5 de jan de 2012

VIAGEM AO DESERTO DE ATACAMA 10º DIA 582 KM

COMPREI PRO AMIGO ELE MERECE




LINDO POR DO SOL





VICUNÃ

Acordamos cedo, tomamos nosso café que já no CHILE é bem mais parecido com o nosso arrumamos as motocas e é hora de voltar para o deserto, já fazia tempo que não via deserto mesmo, este trajeto desde CHANARAL rumo ao sul começou bem tranquilo manhã fria, sol fraco e 92km de estrada margeando o pacífico, pura viagem dos sonhos mesmo, após CALDERA não se avista mais o oceano e 74 km adiante chegamos a cidade de COPIAPÓ cidade esta que virou notícia no mundo com os mineiros que foram soterrados por dias, o MARIO queria entrar na cidade pois falaram que foi erguido um monumento em homenagem aos mineiros, resolvemos entrar na cidade nosso dia seria tranquilo mesmo pois só poderíamos nos locomover por 600km neste dia e com as retas do deserto fazer 600km é questão de cinco horas com paradas para abastecer, entramos na cidade e não achamos o tal monumento ele ficara a mais 70km fora da cidade perto de onde houve o acidente, passamos pelo centro e avistamos o acampamento do dakar, seguimos adiante rumando para VICUNÃ A 421 KM distante de COPIAPÓ.

Rumamos sentido sul pela ruta 5 mais conhecida também por rodovia panamericana e após uns 50km pegamos algumas rajadas de vento do pacífico isso torna a pilotagem cansativa o vento insiste em querer jogar você fora da estrada, me faz lembrar um pouco a viagem para USHUAIA.Passamos esta etapa do vento e chegamos novamente no pacífico mais precisamente em LOS HORNOS e por 75 km o mar nos fez parceiro de viagem novamente por ultima vez, pois em LA SERENA nós nos despedimos do oceano e 68 km adiante estava nosso destino final VICUNÃ.

Confesso que já estava ansioso em sair do deserto foram 6 dias sem nenhuma alma viva e eis que em um daqueles golpes de mágica da natureza acontece algo comigo que me deixou muito mas muito feliz, mas é algo que acontece na vida de todo motocilclista, e quando acontece deixa todos motociclistas doidos, trata-se daquele safado do inseto que explode na viseira do seu capacete deixando aquela meleca e seu campo de visão completamente comprometido, mas confesso que nesta altura quando este inseto me atingiu comecei a gritar dentro do capacete: vida! vida! e o MARIO do outro lado argumentou: se ta loco cara? ai falei: amigo um inseto me atingiu, estamos chegando perto de alguma fonte de vida logo,logo, e após alguns minutos outro inseto atige o MARIO e estávamos chegando a LA SERENA os insetos não mentem viu. Passamos pelo centro da cidade mas não paramos depois ficamos sabendo que esta cidade tem bastante atrativos, seguimos no sentido oeste para a cordilheira e este caminho até VICUNÃ é muito rico, esta repleto de plantações desde frutas, hortaliças etc..se trata de uma região muito produtiva e o que se avista muito são plantações de uva, que vão desde o leito do rio que margeia a estrada até a encosta das montanhas, este rio é o efeito do degelo da cordilheira dos andes, esta estrada esta cercada de vilas é um encanto.Chegamos a VICUNÃ por volta das 15:00 hrs nos hospedamos e fomos curtir a praça central, comemos uma pizza, quilmes em litro e fomos descansar, o dia seguinte seria pedreira para nós o objetivo maior da viagem será atravessar a cordilheira dos andes pela mais alta passagem chegando a quase 5000 metros de altitude, esta passagem só esta aberta da segunda quinzena de dezembro ate a primeira quinzena de fevereiro, devido a alta precipitaçao de neve no local
km do dia 582km.











Nenhum comentário:

Postar um comentário